O Livro da Saudade

by - janeiro 17, 2016

Procuro sempre saber a história de tudo que faço, e acabo me envolvendo em cada história, cada pecinha que é feita, leva meu carinho e meu respeito por aquele momento, por isso levo tão a sério o que faço, pq se que de alguma forma, aquilo irá impactar a vida de quem receber meu pacote. 

Com esse livro não seria diferente, mas hoje quero contar a história desse livro, e o pq dele ser um dos projetos mais bonitos que já realizei. 

A Bia é uma menina, menina mesmo, não tem nem 12 anos, e perdeu a mãe ano passado. 

A mãe da Bia era gente boa pra caramba, nunca a conheci pessoalmente, mas ela fazia parte do mesmo grupo de discussões que eu e mais quinze mil pessoas, o grupo Pediatria Radical, no Facebook, onde sempre somos levados a questionar e rever nossos conceitos como pessoa. 

Mas a Lígia faleceu, pegou todos nós de surpresa, pq a morte infelizmente vem assim, de surpresa, sorrateira, a morte não vem só roubar a vida, ela rouba sorrisos, ela rouba felicidade, ela rouba momentos, e é muito triste uma criança não ter a plenitude de sua mãe ao longo do seu desenvolvimento, e decidimos que sim, a Bia teria parte da mãe dela registrada de maneira bem bonita. 

Pedimos autorização do marido, e ele deixou que pegássemos diversos prints de coisas que ela havia dito sobre a filha, criação com apego, culinária, amor, o tempo, e todas essas coisas que fazem parte do cotidiano, e transformássemos em um livro pra Bia. 

Demorou, mas saiu, foi quase um ano para transformar 45 pensamentos cotidianos, em 45 páginas de amor, de scrapdigital impresso, que se transformariam em uma linda lembrança!

Não foi um projeto que fiz sozinha, só foi possível pq uma pessoa muito querida aprendeu a fazer scrap digital apenas para homenagear a Lígia. Não é lindo?

Decidi chama-lo de "Livro da Saudade", pq é o que ele é, um livro pra quando a Bia sentir a saudade da mãe apertar, ela folhear e matar um pouquinho só dessa saudade que nunca vai passar!

E eu lhes aprsento, o Livro da Saudade. 








 




É muito amor, ou não é?

Espero que tenham gostado! <3

Você também poderá gostar

0 comentários