Medula Óssea

by - maio 23, 2016



E o item 24 da minha lista de 101 coisas em 1001 dias é esse, doar medula óssea!

Esse é um desejo bem antigo, mas que mesmo sendo um desejo ficava pra outra hora, outro dia ou quando desse, isso pq aqui em São José dos Campos, não temos um centro de captação de medula óssea, os mais próximos daqui são em São Paulo ou Taubaté, e confesso que pra quem tem criança pequena (eu tenho duas!), é um baita malabarismo e um gasto a mais ter que me organizar pra ir em uma dessas cidades atrás disso.

Só que há um tempinho atrás, surgiu aqui na cidade uma campanha chamada Unidos pelo Júlio, que resumindo a história é a seguinte, ele tem uma família linda com esposa e filhinha bebê, e descobriu que tem Aplasia Medular Congênita após perder dois irmãos para a doença, e está em busca de um doador, já que não tem nenhum familiar compatível.
A campanha tem um vídeo, é super bem elaborada não só pra conseguir um doador pro Júlio, mas pra conseguir mais pessoas dispostas a doar medula, e assistindo o vídeo eu vi que estudei com a esposa dele há muuuuuuitos anos e decidi que iria fazer o teste de compatibilidade, já que todo final de semana eles lotam um ônibus e seguem para São Paulo.

Nunca fui em nenhuma das lotações que eles fizeram.

Mas foi feita uma campanha domingo dia 22/05/2016 aqui em São José, onde as pessoas interessadas poderiam colher a amostra e se cadastrarem no REDOME.

Fui, meu dia foi corridíssimo, mas fui, pq sei que não teria outra oportunidade dessa aqui na cidade, e também pq um pouco de esforço precisa ser feito, não podia esperar que viessem aqui na porta de casa buscar a amostra.

Fiz o pré cadastro no site e fui.

Para minha surpresa e alegria da campanha e de todas as pessoas envolvidas, tinha muita, muita,mas muita gente lá.

O pessoal do REDOME faz com que assistamos um vídeo rápido sobre a doação, como ela é feita (são duas maneiras) e fez um apelo que eu achei digno, perguntou se quem estava lá realmente quer ser doador, pq é muito triste pra quem está precisando, encontrar um doador, a compatibilidade existir, e a pessoa desistir de doar sabe-se lá por qual motivo.

E eu acho que isso vai além da tristeza e da decepção pro receptor, isso é crueldade, e as coisas não podem ser feitas no oba oba, é necessário reflexão, poxa, é pra ajudar a salvar uma vida!

Preenchi a ficha, assinei o termo de responsabilidade e colheram a amostra que é pequetita, pouquinho sangue mesmo. Agora o sangue vai pra análise e se houver compatibilidade com alguém que precisa eles entram em contato pra serem feitos mais testes.

Legal neh?

E o mais legal é que descobri que aqui o Brasil,  chance de encontrar um doador compatível, que antes era de 1 pra 1 milhão, hoje é de 1 pra 100 mil, temos o terceiro maior banco de medula óssea, só perdendo pros EUA e Alemanha, e alguns países consultam nosso banco de dados buscando compatibilidade, se houver e a pessoa quiser doar ela pode doar pra alguém de fora do país.

Mas aí eu não sei como funcionam os trâmites legais, mas o importante é saber que dá pra ajudar!

Depois de colher o sangue, já estava liberada e fui lá no Mirante, ver o sol e tirar um foto da Serra da Mantiqueira!



Foi um domingo bom, me senti bem, e espero que liguem pra que eu possa ajudar alguém que realmente precisa de algo que não é físico.

Item 24 da minha listinha, riscadinho com sucesso!!

Você também poderá gostar

0 comentários